20/01/2018

Decoração: 70s

Oi, gente! Tudo bem? Para o primeiro post com dicas de decoração do ano, resolvi trazer influências setentistas, que tenho reparado e gostado bastante nos últimos tempos (não é nada super novo, mas decoração tem que ser algo mais atemporal e interessante, pra gente não enjoar logo). Pode ter uma pegada mais boho ou não, depende de cada um, mas a verdade é que todos os elementos com ares da década podem ser usados das mais criativas maneiras e trazidos pra contemporaneidade (e misturados com influências de outras décadas também, claro!). As formas geométricas, as mais variadas cores em combinações inusitadas, os azulejos com padrões, estampas, os balcões coloridos, presença da madeira e tons crus em ambientes mais cozy e com influência hippie, plantinhas, almofadas, materiais reciclados... Enfim, uma variedade de elementos pra se inspirar e aplicar na vida real!

Meu coração não aguenta tanta ideia legal e ambiente bonito assim ❤ Vocês também curtem? Que elementos desse estilo usariam na casa de vocês? Espero que tenham gostado do post! Beijos.

19/01/2018

Vídeo: Curiosidades sobre a viagem pra Alemanha

Oi, gente! Tudo bem? Vocês tem acompanhado os vídeos lá pelo canal? Tenho publicado conteúdo novinho e bacana toda semana, então vale muito a pena se inscrever por lá e ser o primeiro a saber de tudo. Esse vídeo foi o último da semana e pra segunda já tô programando um vlog bem bacana sobre The Hague, que acho que vocês vão curtir. Dá o play e me conta aqui nos comentários o que achou:
Ah, todos os links mencionados estão na descrição do vídeo, no YouTube!

Não esquece de deixar o seu like no vídeo, preu saber que vocês tão curtindo e acompanhando os conteúdos! Muito obrigada por assistir. Beijos!

18/01/2018

Fotos do dia: Den Haag

Oi, gente! Tudo bem? Domingo passado estive visitando uma cidade aqui na Holanda chamada A Haia, ou Haia (em holandês: Den Haag, ou, oficialmente, 's-Gravenhage e em inglês, The Hague). A bendita da cidade cheia dos nomes é a 'sede de facto' do governo do país. Porém, oficialmente, não é a capital dos Países Baixos (de acordo com a constituição, a capital é Amsterdã). É lá que o rei Guilherme Alexandre vive e trabalha e também onde estão todas as embaixadas e ministérios (falei um pouco mais disso lá no Instagram). Com uma população de quase 500 mil habitantes, é a terceira maior cidade da Holanda e está localizada na província da Holanda do Sul.
Essa foi minha primeira viagem sozinha aqui na Holanda e aproveitei pra gravar um vlog, que vai sair no canal semana que vem. Fui pra lá de trem e passei cerca de cinco horas na cidade, caminhando e admirando o local. O dia estava super bonito, o que ajudou bastante... e fiquei encantada por Den Haag! Virou uma das minhas cidades favoritas daqui e já quero voltar pra ver com calma os museus e outros pontos de lá.
 











 
Recomendo demais um bate e volta na cidade, pra conhecer, vale muito a pena. Essa parte da praia com o pier me deixou encantada! É lindo ❤ Espero que vocês tenham gostado do post. Beijos!

17/01/2018

Vídeo: Sites para organizar sua viagem!

Oi, gente! Tudo bem? No vídeo que saiu começo dessa semana lá no canal, falei pra vocês de vários sites que uso para organizar e economizar nas viagens: tem dicas de transporte, de acomodação e de atrações turísticas. Espero poder ajudar quem gosta desse tipo de conteúdo pra que possam fazer viagens mais completas e gastando menos! Assiste e me conta o que achou:
Links mencionados no vídeo: Passeio na Alemanha / Hostel em Hamburgo / Hostel em SP

E claro, já deixa seu like no vídeo e se inscreve no canal pra me ajudar a continuar trazendo conteúdos legais pra vocês! Muito obrigada ❤ Beijos!

16/01/2018

Dica de série: The End of The F***ing World

Vi várias pessoas comentando sobre essa série no Twitter e resolvi começar a assistir semana passada. Gostei bastante logo de cara (o que costuma ser raro pra mim) e tentei ir vendo aos poucos, mas mesmo com todos os esforços, em três dias terminei a série, que possui apenas uma temporada e tem oito episódios bem curtinhos, com cerca de 18 a 20min.


The End of the F***ing World é uma série dramática britânica (e com muito humor negro), que foi baseada na série de quadrinhos The End of the Fucking World, do Charles S. Forsman. A série estreou no Channel 4 no Reino Unido ano passado e foi lançada internacionalmente pela Netflix no começo desse ano. A trama acompanha a vida de James (Alex Lawther) e Alyssa (Jessica Barden), dois adolescentes muito peculiares, que se envolvem numa série de acontecimentos fortuitos.


Eu costumo gostar bastante das séries britânicas, porque eu amo esse sotaque, minha gente, deixa tudo mais legal. Na minha opinião, os episódios curtinhos com essa loucura acelerada dos acontecimentos deixa a trama amarrada e muito bem construída. Também tem essa coisa do humor negro, que está quase sempre presente e é usada de uma maneira interessante e inteligente. A trilha sonora tem essa pegada bem vitrola, vintage e com um certo ar irônico, que é gostoso e engraçado de ouvir. E ah, a fotografia, um caso de amor a parte, essa série é linda demais e só por isso já vale assistir!


Eu achei muito minha cara, e se você curte os fatores que mencionei anteriormente, não perca tempo! Os personagens são muito cativantes e eu recomendo demais a série pra quem tá procurando algo legal pra assistir, que seja diferente e sem lenga lenga. Tá todo mundo pedindo pra ter uma segunda temporada, então acredito que daqui a pouco eles devem confirmar e podemos ficar animados pra ter mais uma dose de aventuras do James e da Alyssa Beijos!

15/01/2018

Fotos do dia: Amersfoort

Oi, gente! Tudo bem? Na sexta passada fomos de trem visitar Amersfoort, que é a segunda maior cidade da província de Utrecht, na Holanda (com pouco mais de 150 mil habitantes). Confesso que eu estava com muita vontade de conhecer o lugar por causa do Piet Mondriaan (o pintor nasceu e cresceu lá e vários pontos da cidade fazem referência a ele) e também por causa da história (dados da região datam de cerca de 1000 a. C). A cidade é muito emblemática também porque abrigou um campo de concentração nazista na Segunda Guerra, de 1941 até 1945.
A cidade é um importante centro de convergência de vias férreas e rodoviárias e sempre passávamos por lá de trem e eu ficava admirando a região. Resolvemos então passar uma tarde lá e ficamos basicamente caminhando pela cidade, fazendo registros fotográficos, paramos pra tomar um café, conversar. Amersfoort é super fofa e fotogênica, apesar desse dia cinzento e céu nublado, as construções e as ruas são muito bonitinhas. Tem vários museus por lá e é legal pra fazer um passeio de bate e volta, de um dia.










 E agora, um momento com fotos de celular com baixa de qualidade, mas com muito amor envolvido:
A pessoa feliz sentada no banquinho do Mondriaan e um café com leite de amêndoas e brownie orgânico da Bagels&Beans.

Espero muito que vocês tenham gostado de acompanhar um pouco mais sobre o nosso passeio! E que esse post inspire vocês ❤ Beijos.

14/01/2018

Testando: Shampoo e condicionador Clean - Herbal Essences

Oi, gente! Tudo bem? Quando eu estava arrumando as malas pra vir pra Holanda, achei melhor não levar shampoo e condicionador do Brasil e tentar experimentar logo de cara uns novos por aqui. Eu já tinha usado shampoo e condicionador da Herbal Essences em Londres, e gostei muito! Deu super certo pro meu cabelo. Então, quando vi esse numa lojinha aqui em Leeuwarden chamada Kruidvat, fiquei bem afim de testar, especialmente por causa do cheirinho.
A linha Clean que foi a que escolhi pra experimentar, é de morango branco e menta doce e promete um pure renew pros fios. Com antioxidantes, ajuda a purificar e proteger os cabelos. Ele diz na embalagem que deixa os fios macios e fluindo livremente. A composição é livre de silicones, tem o pH balanceado e pode ser usado em cabelos coloridos. A embalagem é bem segura, com a tampa de abrir levantando, com um furo próximo da borda - gosto quando é assim e acho que dá pra aproveitar super o conteúdo do envase.
Eu tava tão empolgada usando que acabei esquecendo de fazer fotos pra fazer a resenha (por isso essas embalagens já tão murchinhas). Eu simplesmente amei essa linha, o cheiro é maravilhoso, de morango levemente docinho e com um toque refrescante de menta, e fica no cabelo depois (só não tão intenso, o que é uma pena). O shampoo é bem translúcido e parece aqueles de limpeza profunda, deixa o cabelo super bonito, limpinho e com vida. O condicionador é bem cremoso e branquinho, mas não achei tããão potente (ainda mais com os nós que se formam pós ventania por aqui).
Ambas as embalagens vem com 400ml e rendem muito. Estou usando direto há mais de um mês e eles agora que passaram da metade pro fim. Paguei cerca de €6 em cada um, o que não é um valor suuuper em conta, mas acho que valeu a pena porque eu curti bastante o produto e ele dura.
Se eu encontrar algum achadinho baratex que nem aquele da Boots, conto pra vocês aqui, ok? E aí, alguém já usou algo dessa marca e gostou? Me recomendam alguma outra linha/cheirinho deles? Conta tudo aqui nos comentários. Beijos!

 
Brilho de Aluguel © 2010 - 2018 | By Thayse Stein