29/03/2014

Falando sobre memórias: Psidium guajava L.









Imagens via We Heart It
As goiabeiras choram

Passei boa parte da minha infância ao redor das árvores frutíferas. Minhas férias escolares eram quase sempre passadas na casa de minha madrinha, um local mágico pra mim. Brincar com meus primos e amigos ao redor das goiabeiras e pitangueiras eram minhas únicas preocupações.
De vez em quando, largávamos tudo para jogar Super Nintendo, jogar jogos de tabuleiro ou brincar de lego. Mas normalmente, nos dias ensolarados, íamos abraçar as árvores. Nossa maior diversão era coletar sacolas e sacolas de goiaba e sair distribuindo pras pessoas, de maneira orgulhosa "fui eu que colhi".
O cheiro de goiaba, para mim, é cheiro de infância e pré-adolescência, é o cheiro de liberdade e férias. Os tantos pés de goiabas e alguns de pitanga, que ficavam ao lado da casa de minha madrinha, eram apenas o quintal perfeito, tudo que precisávamos.
Essa relação que tínhamos, parece tão distante hoje, me faz pensar o quanto essas árvores nos uniam. Eram elas que nos presenteavam com momentos especiais e a única maneira de agradecê-las era aproveitar cada segundo e cada goiaba.
Hoje, dizem que é importante consumir frutas e que a goiaba é rica em vitamina C (tem mais que a laranja ou o limão), possui vitaminas A e do complexo B, além dos sais minerais. Mas nada disso importava pra nós, sinceramente. Ela vinha de maneira natural, doce e perfeita para ser devorada, apenas. 
A goiabeira dá seus frutos, normalmente, entre janeiro e abril e é nesse período que minha cidade se enche de árvores carregadas e felizes. Ou se enchia. Passando nas ruas, despretensiosamente, o que se observa são goiabeiras circundadas pelos seus frutos caídos. 
Ninguém mais apanha goiabas
Parece até bobagem, mas fico alarmada de perceber que as pessoas compram as frutas nas feiras e nos supermercados, em geleias ou em formato de goiabada, mas não são capazes de enxergar ao redor. Hoje, o mundo é assim. Sinceramente, o óbvio é pouquíssimas vezes enxergado. 
A infância e as goiabeiras felizes ficaram para trás, em algum espaço e tempo, incólumes. As goiabeiras de hoje estão abandonadas, esquecidas e por algum motivo, invisíveis. Seu cheiro já não é de bons momentos, mas de frutas apodrecidas no chão de verão. As goiabeiras choram, despencam seus frutos e esperam sozinhas por celebrações infantis.


34 comentários:

  1. Que bacana esse post! A minha infância tem cheiro de manga e protetor solar sundow. HEHEHEHEHE Mas era bem mais simples, né? Hoje em dia, vemos preços abusivos nas feiras e ngm sabendo aproveitar tuuudo o que é possível fazer em baixo de uma árvore.

    Um beijo
    www.naotenhopressa.com

    ResponderExcluir
  2. Amei esse texto, é uma pena que momentos como esse sejam tão desvalorizados e esquecidos...

    Adorável Tédio | Fã Page | Sorteio - Crop Top

    ResponderExcluir
  3. Nossa tantos cheiros lembram a minha infância.. dificil definir um único.
    big beijos
    Lulu on the Sky

    ResponderExcluir
  4. momentos fofos de infância valem sempre a pena ser relembrados.
    Sobre a fruta em questão, aqui em Portugal não tem nem nunca provei :/ pena

    ResponderExcluir
  5. Acredita que eu cresci no meio urbano e nunca colhi frutas? É sério! Mas adorei o texto, esses momentos valem muito serem relembrados!

    vestindo-ideias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Haaa, amei o post. Minha infância tem cheiro de goiaba também. Adora brincar na goiabeira da rua da minha casa com os amigos, a minha fruta preferida até hoje é a goiaba verdinha, amo! Ai que nostalgia boa *-*

    http://mundodalaay.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. A minha infância tem cheirinho de manga verde com sal haha, adorava comer quando ia passar férias na minha vó. Adorei ler sobre um pouco da sua infância.
    Hoje em dia é díficil ver alguém apanhar qualquer outra fruta :(
    Beijos, beijos!

    http://dearitgirl.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. apaixonada por esse texto! que lindo, amei muito o jeito que tu escreveu e as palavras que tu usou :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Ana! Muito bom receber seu comentário por aqui <3 Beijos!

      Excluir
  9. Nossa disse tudo Thay! Eu tive a mesma infância que você! Eu e meus primos passava o dia todo em cima de pé de goiaba, pé de manga, todas as árvores que tinham frutas, e até hoje quando vejo uma goiabeira penso da mesma forma que você, que elas andam abandonadas, me pergunto onde estão as crianças também, porque antigamente não existia goiabas no chão. hahahaa Amei seu texto! Me fez lembrar da minha infância.

    www.nahboa.com

    ResponderExcluir
  10. Amei a ideia do post. Queria muito ter várias árvores frutíferas perto de minha casa <3

    www.cindereladementira.com.br

    ResponderExcluir
  11. Que texto fofo, eu também tenho muita memória olfativa, de sentir aqueles cheirinhos e lembrar da infância, é tão bom. Tive uma infância um pouco diferente, mais dentro de casa, mas ainda assim me divirto relembrando. Realmente ninguém mais da tanta importancia para as árvores.
    Beijos
    bringmeblush.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Aqui por Portugal não temos essa árvore mas já provei sumo de goiaba e gostei muito!

    ResponderExcluir
  13. Thay o texto está lindo. Realmente tens razão no que dizes,às vezes o óbvio é mesmo o que mais dificuldade temos em ver. A vida tornou-se demasiado acelerada, demasiado tecnológica, demasiado dentro de portas. Queremos estar em todo o lado a todo o tempo e, mais vezes do que seria desejável, esquecemo-nos de viver apenas. De olhar as rosas que crescem na rua, de apanhar as goiabas, ou tão só de apreender o mundo em redor. Em certo sentido a tecnologia de hoje deixou-nos mais pobres em vivências.

    www.letirose.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Catarine, a culpa é nossa por ter esquecido dessas pequenas coisas e não ter sabido conciliar com as tecnologias e com o mundo atual. Muito obrigada ♥

      Excluir
  14. Bateu nostalgia lendo esse texto, adorei ele <3
    Beijinhos
    You Tube
    Instagram
    Facebook do blog
    conversando-com-a-lua.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Eu tinha uma goiabeira na minha casa quando eu era pequena! Na verdade duas, uma de goiaba branca e uma de goiaba vermelha. Eu comia demais, e ainda amo goiabas, mas como vc mesmo disse, compram muito mais em forma de geléias, goiabadas e por aí vai aqui em casa :( quero minhas goiabinhas de volta! hahahaha
    http://trendingvogue.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Eu cresci assim também, no meio de tantas frutas, coisas naturais, mas não gosto de goiaba, só um pedaço pra min ta bom, acho que foi aqueles bichinhos que me deixaram assim ...

    Beijos, @ThiffanyFontes
    thiffanyfontes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nunca tive problemas com eles, acho que porque nunca vi um, mas se visse acho que ia ficar meio chateada, haha. Embora já tenha ouvido que eles tem gosto de goiaba e que não fazem mal nenhum se a gente comer :O Beijos!

      Excluir
  17. Eu amoooo goiaba, tinha uma goiabeira em casa mas minha mãe cortou,lembro que eu fiquei muito triste.
    Blog: http://teoremademari.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Que post legal, amiga. ♥ Minha infância foi diferente. Apesar de eu ter crescido numa casa com quintal grande cheio de árvores, odiava ir lá!

    >> Visite nosso site!
    - xoxo –

    ResponderExcluir
  19. Amei o texto. Eu passei a minha infância de pé em pé, mas era em pé de manga e hoje percebo que ninguém sobe em pé de manga mais. É uma pena as pessoas já terem esquecido do quão bom era subir na arvore, pegar a fruta e muitas vezes comer por lá mesmo :(

    Beijos, Lolla

    rodoviadezenove.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. que maximo este post, eu adoro suco de goiaba *-* Minha infancia não tem cheiro rsrss Mas lembranças mesmo, não me recordo no momento de um cheiro.

    Tenha uma Boa Semana!!!
    Bjuuu
    umabonecamasnaodeporcelana.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Eu adoooro tudo que é de goiaba, tenho saudades de ir no sítio da minha vó onde uma das diversões era subir na arvore e comer goiabas direto do pé!
    Depois passa la no blog, tem novidades de novos produtos de maquiagens
    Ótimo domingo, bjss :)

    Blog:http://usomakeup.blogspot.com.br/2014/03/top-6-novidades-de-maquiagens.html
    Me curta:https://www.facebook.com/pages/Blog-Uso-Makeup/271757146199321

    ResponderExcluir
  22. Adorei o texto Thay!
    Acho que o pior é refletir sobre isso que vc escreveu e ver que é sobre muito mais do que apenas goiabas :/

    Beijos,
    Ana.
    Nk Cherry

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Ana, exatamente. O texto vai além de uma simples memória e as diferenças com o futuro, existe uma relação mais forte aí! Beijos e muito obrigada <3

      Excluir
  23. Que lindo texto, Thay. Dá para perceber os sentimentos em cada linha. Também morro de saudades da infância, quando eu vivia em contato com a natureza. Sempre tive muitas árvores futíferas por perto!
    Beijos, Cyn.
    http://ograndetalvez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Adorei adorei; Realmente, essa também foi minha infancia, eu morava numa rua particular, que era tipo de um sitio, tinha varias arvores, enormes ou pequena, e como eu subia nelas para comer aqueles frutos deliciosos. Até em arvore de tangerina já subi, serie e olha que tem espinho, muito otimo.
    mais ta ai, goiaba, é uma das frutas que para mim tem que ser da arvore, se for comprar em mercado, ou feira, sei lá, não como, não consigo, pois é, esquisito néh kkk :D

    Realmente, bons bons tempos, adorei o texto *-*
    XOXO ;*
    LIWAVESOFFUN

    Siga > INSTAGRAM

    Curti > WAVES OF FUN

    ResponderExcluir
  25. Amamos o texto!! Na nossa infância íamos para chácara de uma tia e também pegávamos as frutas das árvores !!!

    beijos

    http://www.onlyinspirations.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Texto lindo!
    Muito mais que simples goiabas.. o mundo muda, e nem sempre para o melhor...
    beijo
    www.tatices.com

    ResponderExcluir
  27. Amei o texto, mesmo! Mas é verdade, hoje em dia a infância sente falta das coisas simples, está cada vez tudo mais e mais moderno e as crianças perdem o verdadeiro gostinho da infância :(

    Beijos da Tabatha!
    www.naocontapraninguem.com

    ResponderExcluir
  28. Apesar de não ter boas recordações com goiaba e não gostar da fruta, achei muito lindo o texto.
    Tem coisas que fazem a gente lembrar de bons tempos e não importa o que seja, pra você pode ser goiaba e pra mim maçã, mas o importante é lembrarmos dos bons tempos e dá sua simplicidade.

    beijos

    www.decahaz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  29. Que texto mais fofo, também tive uma infância muito boa, lembro que na minha antiga casa tinha um pé de jambo,e um de acerola e também uma piscina bem pequenininha, sempre levava as minhas amigas, era muito bom poder comer frutas na piscina haha, eram momentos tão simples, mas tão felizes.

    Beijos!
    http://booksandflowers.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Post lindo! Os tempos são outros mesmo, né? Enfim... O lado bom são as ótimas lembranças que construímos! =)

    Beijos e boa semana.
    Carol
    www.pequenajornalista.com.br

    ResponderExcluir


Obrigada por visitar o Brilho de Aluguel!

Os comentários estão sendo moderados, mas responderemos assim que possível.

Dúvidas, sugestões ou reclamações? Envie um e-mail para blogbrilhodealuguel@gmail.com

 
Brilho de Aluguel © 2010 - 2017 | By Thayse Stein