07/09/2014

O que é independência para mim?

Quero aproveitar que hoje é o Dia da Independência do Brasil, para fazer um post com um tema proposto pelo grupo de blogueiros Rotaroots. Fazem exatamente dois dias que me formei em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina e queria compartilhar isso aqui com vocês, porque de certa maneira, isso representa a minha visão sobre ser independente.

Independência é um processo que você constrói com a participação de outras pessoas, seja por influência positiva ou negativa. Para ser independente, você precisa, de alguma maneira, ter sido dependente um dia. Desta maneira, resolvi falar da minha experiência com base nas pessoas e na maneira como vejo que se dá a construção da independência.
Os primeiros momentos da vida nunca são lembrados, embora possam ser guardados na memória tardiamente através das histórias que nos contam sobre nós mesmos. Uma visão determinante que tenho sobre a minha pessoa, é que sou alguém que preza pelas coisas rápidas. Sim, sou apressada. Obriguei minha mãe a fazer um parto com cesárea por estar sentada, tendo abandonado havia muito a posição para nascer de parto natural, cansada de esperar.
Sou uma pessoa curiosa, desde pequena, fazia amizade fácil (mas apenas com pessoas idosas, elas sempre foram mais sensatas e compreensivas). Gosto de aprender e perguntar, sempre questionei meus professores de pré e primário, ávida por descobrir um milhão de coisas novas. Talvez, de alguma maneira, eu soubesse que esse era o caminho mais rápido para ser independente: o conhecimento.
Daí em diante, percebi minhas afinidades e já tinha bem definido na minha cabeça o que eu gostava e o que não tinha jeito de dar certo pra mim. Por imaginar além, por sonhar com histórias inexistentes, por observar a realidade sempre desacreditada, me dei conta que nunca poderia me amarrar em nada que fosse exato e fatalista. Sou assim, volúvel, mutável, instável e humana. Fui traçando meu caminho da minha maneira, torta e imprecisa.
Sou uma pessoa relativamente decidida e desde que eu era criança, sabia que ia fazer Jornalismo. Não era um desejo, um sonho, um ideal, era apenas a sensação de "eu sei que isso vai acontecer, porque é assim que as coisas serão naturalmente". Pode parecer estranho, mas realmente, eu já tinha escolhido meu curso para a vida antes mesmo de me dar conta disso.
Não posso deixar de mencionar que as pessoas sempre tiveram papel importante nas minhas decisões, até aquelas que disseram que eu nunca ia conseguir. Nesses momentos complicados e difíceis, em que desistir de tudo parece ser a única opção, surgem sempre forças para continuar, contrariando a maré. As pessoas que admiro, que se destacaram na minha vida por diversas razões (sejam aquelas que me deram amor antes mesmo de terem me visto e até, as que nunca conheci pessoalmente, como escritores, filósofos, músicos, artistas e outros), me fizeram seguir por determinados rumos e influenciaram na construção do meu caminho, por entre as escolhas que fui fazendo.
Muitas vezes, passamos por momentos e fases que não podem ser percebidos com clareza enquanto estão sendo vividos e sentidos. Cometemos muitos erros valorizando coisas e pessoas que não significam nada além de ondas passageiras. Algumas pessoas surgem na nossa vida, parecem eternas, queridas e estimadas e de repente, somem deixando algumas poucas lembranças e marcas. O estranho é que para algumas delas, ainda temos o coração aberto, uma certa culpa por não ter agido de outra maneira, por não ter dado um abraço no momento certo ou até mesmo pedido perdão. Nos doamos, nos entregamos para essas pessoas, fazemos planos em conjunto, mas depois tudo parece uma incrível bobagem. Claro que toda experiência é única e sempre temos algo a aprender, mas a verdade é que valorizamos demais quem não vale a pena.
A independência é um processo doloroso, duradouro e profundo. Quando ele está quase se concretizando, as vésperas de sua realização, muitos sentimentos se entrelaçam. Saudade, alívio, nervosismo, ansiedade, culpa, dor, medo, felicidade. Mas, será que esse processo realmente se concretiza? Será que isso não é só mais um marco de um ciclo que terminou? As marcas de uma vida dependente ficam em nós para sempre e nos acompanham até o fim. A dependência dos pais, dependência da escola, dependência de uma estrutura de governo, dependência de amigos e pessoas próximas...
Muitos agradecimentos às vezes parecem pequenos, perto dos gestos e do apoio que recebemos. Mas ainda assim, eles sempre precisam ficar registrados, precisam ser ditos. Por isso, agradeço imensamente aos que estiveram do meu lado e que olharam por mim quando eu era mais que dependente, quando não tinha nenhuma ou pouca consciência de mim. Agradeço aos que me desejaram coisas boas, que me ajudaram a crescer. Agradeço até aos que de certa maneira não acreditaram em mim, me desdenharam e até me odiaram. Obrigada.
Enfim, posso concluir que a independência, para mim, além de ser a autonomia conquistada através da habilidade e do conhecimento, ela representa a liberdade. Concluir um processo sozinho, aprender, organizar algo com seus próprios recursos, responder pelos seus atos, responsabilidade com seu nome e suas contas, tomar suas decisões e tudo que a liberdade implica.



34 comentários:

  1. Bastante interessante o post :D
    Te convido a conhecer meu blog.
    http://lolladg.blogspot.com.br/
    Beijoss

    ResponderExcluir
  2. Ahh, que legal!
    Adorei seu texto! Você escreve super bem :)
    Amei essa ideia do Rotaroots, mas nem deu pra postar no blog :(
    Enfim, o conhecimento é a melhor maneira (talvez a única) para chegar à independência.
    http://eu-ludmilla.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela formatura! Você realmente escreve muito bem, eu concordo com você em cada palavra!
    beijos

    www.izabellagrimaldi.com

    ResponderExcluir
  4. "independia é um processo duradouro, doloroso e profundo", lindas e sabias palavras

    www.tofucolorido.blogspot.com
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  5. crescer é isso! Lindo texto! Concordo em cada palavra! Independência é liberdade! O processo de conquistá-la as vezes é doloroso, como todo final de fase na vida. Mas a cada final há um começo brilhante á frente!

    bjs de Filipinas,
    Gabi Barbará
    Barbaridades!

    ResponderExcluir
  6. Que texto lindo! Parabéns Tha! Sucesso nessa sua trajetória e independência sempre!

    Beijos, Bru
    www.tudovirabapho.com
    insta @brunaranguetti

    ResponderExcluir
  7. Thayse, caramba, não me impressiona nem um pouquinho que tu tenha feito jornalismo, que texto incrível. Cada palavra bem colocada e num ritmo tão fácil de ler. Eu também sou apressada antes do tempo, até nasci antes do previsto. Jornalismo deve ser um curso maravilhoso, era o que eu queria antes de conhecer/amar psicologia. Meus parabéns a ti, depois dessa longa jornada, finalmente ter chegado ao fim - ou ao início, depende do ponto de vista. Que tu te encontre numa ótima carreira daqui pra frente.
    Beijão! <3

    ResponderExcluir
  8. Parabéns pela formatura flor!
    Texto muito bom!
    beijinhos, Rê
    http://renatatruchinski.com

    ResponderExcluir
  9. Thay o texto está muito bom, parabéns. E concordo muito com o que escreveste. Acho que não há valor maior nem ponto de partida melhor para construir algo de bom que a liberdade.
    Beijo.
    www.letirose.com

    ResponderExcluir
  10. Thaaay linda!!

    Quando eu vi pelo insta fiquei tão feliz por você!!!
    Não vejo a hora de me formar também.
    Sobre o seu texto, está incrivel! Concluiu de uma forma perfeita, parabéns :D

    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  11. Super interessante esse post ...
    acredito em tudo que disse .
    parabéns sucesso e muito mais ..

    beijos boa semana =)))

    http://loucaapaixonada22.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Um post diferente do usual :)

    Vi no insta que você se formou. Parabéns, viu? Que esse seja o início de uma carreira brilhante!

    P.S.: Te marquei numa tag lá no blog, viu?

    beijo
    beinghellz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Que legal, lindaaa! Parabéns pela formatura, viu?
    Que Deus continue te abençoando e realizando seus sonhos.
    Beijinhos da Karen. ♥
    www.normalidadeincomum.com.br

    ResponderExcluir
  14. Muitos parabéns por teres concluído o curso, a tua dedicação valeu a pena! Achei imenso interessante o teu texto, concordo em absoluto :)

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderExcluir
  15. Oi Thayse, vi suas fotos no instagram e me senti orgulhosa, pensei: Teremos mais uma jornalista pro time dos "bons jornalistas" e me senti muito feliz por isso.
    Espero que sua carreira prospere de coisas boas e que você escreva mais e mais textos assim como este. Que tocam o coração das pessoas e fazem a diferença entre tantas encheções de linguiça que lemos por ai.
    Parabéns por essa conquista, e acredito que muitas outras virão.

    Beijos e até mais

    Raíssa Martins - O Outro Lado da Raposa
    Facebook
    Twitter

    ResponderExcluir
  16. Mesmo não te conhecendo, senti uma felicidade tao grande quando vi a tua foto no Instagram! Realmente se formar é uma conquista em tanto e sempre te admirei muito pela garra e determinação, principalmente pela disposição (e coragem rs) de fazer duas faculdades ao mesmo tempo! Realmente é um processo difícil mas o final é recompensador. Mais uma fase foi vencida e mesmo que existam muitos obstaculos pela frente, tenho certeza que você vai superar todos eles com muito brilho e elegancia como você sempre faz. Parabéns mesmo Thay *-*

    Beijoos, Ana Carolina
    Simplesglamour.blogspot.com
    Instagram e Tiwitter: @simplesglamour

    ResponderExcluir
  17. Thayse, que belo texto! Digno de uma oficialmente jornalista! Concordo com essas ideias, sobretudo aquela sque fala da dependência. Dos pais, da escola, dos amigos... e de certas coisas que às vezes não nos fazem mais bem e mesmo assim ainda somos dependentes. Isso é uma contradição muito maluca, me pego pensando até que ponto nós queremos ser independentes de fato. No mais, meus parabéns pela conquista! Grande beijo <3 <3

    ResponderExcluir
  18. Parabéns por mais uma etapa concluída na sua vida, jornalismo é a sua cara e até a forma como se expressa. Adoorei o texto e independência é assim mesmo, também acho e a gente está em constante aprendizado mesmo depois de tudo.
    Beijos! Só sucesso pra vocês!

    http://www.pamlepletier.com/

    ResponderExcluir
  19. Parabééns, adorei esse texto *-*
    Ótima semana <33

    http://blogdacristtine.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/blogdacristtine

    ResponderExcluir
  20. Texto maravilhoso amei tenha uma semana abençoada.
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
    Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

    ResponderExcluir
  21. Maravilhosa essa sensação de independência, né Thayse? Adorei o texto e me identifiquei em parte porque sempre tive certeza que faria jornalismo, acho que mesmo antes de me dar contar disso.

    http://naomemandeflores.com

    ResponderExcluir
  22. Parabéns pela graduação! Adorei o seu texto, inclusive, consegui associar bem ao seu curso, super combina! Haha
    Beijos,
    Julie | http://www.juliechagas.com/

    ResponderExcluir
  23. Muitos parabéns por teres concluído o curso. Bom texto.

    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  24. Nossa, que texto ótimo!! Foi muito bom ler e você está de parabéns!!! :)
    Beijos

    www.rabiscando.org

    ResponderExcluir
  25. De todo mundo que escreveu esse tema pelo Rotaroots até agora tua expressão sobre foi a que mais gostei. Não por que tenha me identificado, mas muito mais pela tua lucidez. Talvez chegamos a resultados diferentes mas partimos de uma mesma reflexão :)
    Voltarei aqui mais vezes, beijos!
    http://hippiegrungerajneesh.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Primeiramente parabéns por ter concluído essa conquista, é bom demais quando a gente faz a coisa certa, o que gostamos né? ♥

    E sobre o seu texto, nem tenho o que falar, ele está perfeito, e uma frase que eu li que eu acho que se destacou bastante que é: "Para ser independente, você precisa, de alguma maneira, ter sido dependente um dia." Me identifiquei praticamente em grande parte de tudo que você disse.

    Beijoss
    www.conversandocomalua.com

    ResponderExcluir
  27. O seu texto ficou ótima e faz jus a grande jornalista que você é. ..escreve sempre super bem, de forma clara e coesa.
    Pra mim a independência vem principalmente do conhecimento. Parabéns Thay por essa grande conquista e muito sucesso.
    Beijinhos ♥
    veidaslife.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  28. Parabéns pelo texto Thayse.
    Vc tem muito talento e vai longe.
    Big beijos
    Lulu on the Sky

    ResponderExcluir
  29. Ai você acredita que eu também escolhi minha profissão muito antes de saber? Me identifiquei muito com o texto e partilho de sua opinião.

    www.vestindoideias.com

    ResponderExcluir
  30. Gostei muito do seu texto. Penso a mesma coisa sobre você. É um processo. Demorado, e dói. E nunca chega quando a gente acha que vai chegar. Na verdade, eu acho que mesmo independentes, vamos sempre depender de alguém. Ninguém vive sozinho, e amar as pessoas é depender delas pra um pouco da felicidade!

    Um beijo
    www.reinodascoisas.com

    ResponderExcluir
  31. cara concordo com você...
    independencia é uma ´serie de processos de libertação e por mais que muitos nao aceitem sempre seremos independentes parcialmente
    mesmo se vc pagar as suas proprias contas e ser dono do proprio nariz vai depender de zilhoes de processos e coisas pra viver
    esse texto é um tapa na cara de muito adolescente mimadinho que acha que independencia é ter 18 anos e poder fumar kkkkkkkkkkkk

    http://meumuraldeideias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  32. adorei.. muito bom o texto! realmente independência é uma coisa bem completa e, na maioria das vezes, somos apenas independentes parcialmente né? sempre dependemos de alguma coisa ;)


    Beijos
    Nath | Fashion Jacket
    www.fashionjacket.com.br

    ResponderExcluir
  33. Parabéns pela formatura! *-*
    Eu concordo plenamente com a sua visão de independência, principalmente no ponto de que aqueles que nos subestimam nos ajudam de certa forma.
    Beijos.
    http://infinitafeminice.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  34. Canada adalah salah satu negara yang memproduksi obat vimax yang sudah di kenal berbagai negara

    ResponderExcluir


Obrigada por visitar o Brilho de Aluguel!

Os comentários estão sendo moderados, mas responderemos assim que possível.

Dúvidas, sugestões ou reclamações? Envie um e-mail para blogbrilhodealuguel@gmail.com

 
Brilho de Aluguel © 2010 - 2017 | By Thayse Stein