10/02/2015

10 coisas que marcaram o colégio

Oi, gente! Tudo bem? Assim que vi esse meme de fevereiro lá no Rotaroots, vim correndo responder. Foi bem legal montar essa listinha, que tomei a liberdade de estender até a faculdade. Relembrei de fatos marcantes, engraçados e até tensos da minha infância, adolescência e início da vida adulta, afinal, o colégio e os estudos nos acompanham pra sempre (seja na lembrança, seja quem segue se aperfeiçoando na sua área).

1. Hora da soneca: isso é uma das únicas coisas que lembro do jardim de infância. Eu simplesmente ODIAVA, porque as professoras obrigavam a gente a deitar num colchonete e dormir. Gente, e se a pessoa não está afim? Isso quando não colocavam uma aluna de uma turma mais velha pra vigiar a gente. Sinceramente sempre achei que esse era o momento em que elas aproveitavam pra se livrar daquela criançada toda.
All about when I was blonde

2. Minha primeira luta: o prézinho foi uma época muito difícil na minha vida. Eu apanhava muito e sempre voltava pra casa com as pernas roxas. Lembro que brigávamos por causa do parquinho, que tinha apenas três casinhas e quem chegasse primeiro era "o dono". Tinha uma menina que era amiga da mais bonita da sala e se aproveitava do seu posto para mandar os meninos expulsarem as pessoas que estivessem na casinha para desocuparem o local pra elas! Sim, era uma guerra e um dia eu me revoltei e dei um soco no olho dela :)
Em 1997, formada no pré

3. Matemática, um grande problema: No primeiro ano do colégio lembro de ter assistido um vídeo do Pato Donald e Mickey sobre matemática, a coisa toda era bem alucinógena e lembro que fiquei fascinada, mas não pela matemática, pelas cores e pelo conteúdo do desenho. Desde então, percebi que matemática não era pra mim, eu sempre viajo muito e fico pensando em roteiros e histórias, não consigo me ater ao problema numérico pra ser resolvido. Isso fez com que na terceira série eu pegasse minha primeira recuperação na matéria (eu tinha 9 anos e o tema era "expressões numéricas").

4. O primeiro calo no dedo: Eu tive uma professora bem carrasca na segunda e na terceira série do ensino fundamental e fiz meu primeiro calo no dedo, de tanto copiar matéria do quadro. O calo, no dedo médio da mão direita só aumentou com meu gosto por escrever (por vontade própria e não matéria copiada) e tenho ele até hoje deformando minha anatomia.

5. Estrepolias: eu sempre fui muito agitada na sala de aula e quase todos os meus professores me recomendavam um psicólogo. Sempre era retirada de classe e tinha que passar um tempo na diretoria por conversar demais, causar agitos ou responder a professora. Na sexta série atingi o auge da loucura e taquei um ponte de tinta verde no ventilador da sala. Foi maneiro.

6. Mudanças: Eu fiz a primeira série num colégio, da segunda até a sexta em outro e na sétima série fiz a maior mudança de todas, fui estudar no Colégio de Aplicação. Eu sempre cheguei atrasada no primeiro dia de aula num colégio novo, acho que porque minha mãe sempre se perdia. No novo colégio, comecei meio mal e tirava notas horríveis, mas até o final do primeiro ano me endireitei, comecei a estudar mais e ser uma melhor aluna.
SoU eXa peSsoA de rOsa e rOxO!

7. Viagens: No meu novo colégio, fiz muitas viagens legais e inesquecíveis. Conheci um Assentamento do MST em Fraiburgo, Santa Catarina, na oitava série. No fim da oitava série também fomos para Minas Gerais (22h de ônibus, saindo de Florianópolis) num projeto chamado Pés na Estrada do Conhecimento, conhecemos as cidades históricas. No começo do primeiro ano fomos para a Ilha de Anhatomirim, que fica em Governador Celso Ramos e tem saída de barco no centro de Florianópolis. No segundo ano do ensino médio participei do Projeto Córdoba e fiz um projeto fotográfico por dois meses na Argentina, vivendo na casa de uma família e estudando num colégio de lá, o Manuel Belgrano.

8. Namoro: No último ano do colégio, comecei a ficar com meu namorado, que também estudava no mesmo colégio que eu. Estávamos naquela loucura de estudar pro vestibular e nem sei como deu certo, mas estamos juntos até hoje, 6 anos e quase 6 meses depois. Passamos por muita coisa juntos e o Filipe, além de lindo e legal, me ajuda muito aqui no blog (ele é quem faz a maioria das fotos pros meus looks do dia).

9. O que você vai ser quando crescer? Desde que eu era muito pequena, falava que ia ser jornalista e que ia mudar o mundo, sem nem ter muita noção do que eu estava dizendo. Cresci com isso na cabeça e nunca titubeei, estive certa o tempo inteiro de que era o curso pra mim. Fiz vestibular e passei de primeira, mas foi só quando comecei a faculdade é que meu mundo desmoronou: decepções infinitas. Mas, segui firme e forte e me formei, no primeiro semestre do ano passado. O Design de Moda, curso que escolhi meio que sem querer numa época em que podíamos fazer duas faculdades públicas, foi uma das decisões mais acertadas e pretendo terminar a graduação final deste ano.


10. Faculdade: depois de todo aquele alvoroço inicial, sufoco pra passar no vestibular e festinhas porque você passou, não tem muita graça, não. A coisa complica, você nunca tem tempo pra nada e tá sempre cheio de trabalhos pra fazer, provas pra estudar e muitas noites sem dormir. É legal, estamos nos aprofundando pra entender melhor uma área e poder atuar dentro disso, mas é pesaroso e a gente sente falta do ensino médio, das pessoas e das bagunças. As pessoas na faculdade são meio chatas, se acham as últimas bolachas do pacote, reclamam muito e tudo parece mais complicado.

E vocês, o que me contam de mais marcante na vida escolar? Respondam aqui pelos comentários ou deixem o link se também fizeram esse meme, vou adorar ler. Espero que tenham gostado do post! Beijos.


36 comentários:

  1. Eu também tenho um calo naquele dedo do lado do dedo do meio (sem ser o fura bolo ahahahha) e surgiu nessa época aí mesmo. Feio é quando coloco um anel ali, que ai fica meio esquisito e deformado. Eu também fazia muitas estrepolias e adorava isso, porque como eu estudava em escola pública, não tinha ar nas salas, dai no verão eu discutia com professora só pra ir pra sala da direção ou pra secretaria pra tomar um ar :P hahahahahaha! Eu só mudei MUITO de colégio no ensino médio, no fundamental foi mais tranquilo. Nunca tive viagem de colégio, até porque era escola pública, não tinha dinheiro nem pra fazer a formatura, hahaha! Ah, que fofos! Namoro de escola eu quaaase cheguei a ter, alias tive, mas era bem bobo e não durou nem 2 semanas, a gente só ficava de mãos dadas, era beeeem bobo mesmo. Adorei o meme!

    Beijos!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, que boa ideia! No colégio nunca estudei em sala com ar condicionado, só na faculdade... E sim, meu colégio era público, mas era federal, dentro da Universidade, sabe? Por isso era um pouco diferenciado, pra entrar tinha que passar num sorteio e foi uma das únicas vezes que vi isso acontecer comigo: ganhar algo em sorteio, haha :D Mas foi ótimo, mudou minha vida, com certeza! Beijos <3

      Excluir
  2. Olá,Thay !
    Estou de volta! aleluiaaaaaaaa
    Bom, eu lembro muito das aulas de educação física. Amava jogar basquete e mesmo pequena, era ótima goleira de handebol.
    Big Beijos
    Lulu on the Sky

    ResponderExcluir
  3. Adorei o post, Também sofri do mesmo problema no pré-escolar.
    beijinhos
    http://virginiaferreira91.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Thayse! Ri horrores do seu post. Você socou o olho da garota e jogou tinta no ventilador. IRADO! Hahahahaha.
    Eu não sei se tenho 10 coisas que marcaram, mas as principais com certeza foram as apresentações coreográficas na aula de educação física. Eram trabalhos que valiam dez e meu grupo e eu sempre dançávamos Britney Spears; quem tirava a maior nota se apresentava pra toda a escola no agita galera. Tem até vídeo disso na internet. Hahaha.
    Outra coisa é que também conheci meu namorado no colégio, no segundo ano do ensino médio. Ah, lembrei! Fui expulsa da escola na oitava série por bater numa menina até arrancar o piercing no nariz dela. E também escolhi jornalismo! Estou no 6º semestre. Somos bastante parecidas, eu acho! :)
    Beijos
    www.rockandrose.com.br

    ResponderExcluir
  5. Gente, pensei que só eu brigava pelo parquinho, tinha briga de turma, um compra a outra hahaha

    Beijos

    http://esquematizadaaos15.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Thay, você era terrível! haha Acredita que eu nunca apanhei? Eu era respondona, aí as meninas tinham medo de mim (baixinha arretada desde sempre haha). Matemática? Poxa, eu fui mal desde que aprendi isso haha Minha vida em colégio foi bem diiferente, eu estudei em escola pública e minhas experiências não foram tão cool, eu só fui aprender sobre o MST e afins na faculdade mesmo, mas curti saber suas experiências! Sério que você ficou na casa de argentinos fora do país? Nem sabia! Haa, eu faço jornalismo não me decepcionei haha Mas acho que é porque eu nunca tive essa ideia de mudar o mundo sabe? Sempre fui assim, mais pé no chão.

    www.vestindoideias.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas eu estudei em escola pública, só que é o Colégio de Aplicação, dentro da Universidade, então acaba que é uma escola pública federal, bem diferenciada. Eu morei sim na Argentina quando tinha 17 anos, foi bem incrível, uma experiência deveras enriquecedora haha :) Legal saber mais sobre você, Carla! Beijos <3

      Excluir
  7. E agora não pode mais fazer duas faculdade públicas? Eu queria uma coisa, fiz faculdade para outra, uma pós em outra e vou tentar outro vestibular em outra... kkkkkkkkkk, pelo menos desde que escolhi a pós tenho mais ctza. Qd vc falou das brigas lembrei muito da minha infância, eu era muuuuito briguenta.

    Bjus

    http://bit.ly/1E6fYL8

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente, não. Mas, ouvi dizer que se for "grau" diferente, pode! Por exemplo: mestrado numa e graduação noutra. Mas, nobody said it was easy ♫ Boa sorte! Beijos <3

      Excluir
  8. ai que delícia de post gente <3
    Nossa, hora da soneca amava!!
    A parte do que o que vc vai ser quando crescer, sempre
    me assustou muito hahah beijinhos, Rê
    http://blogsonhosdeverao.com.br

    ResponderExcluir
  9. nossa, adorei o post, super nostalgico me fez pensar sobre minha época de colegio e sobre como foi meu amadurecimento etc, e eu tbm SEMPRE tive problemas com matematica

    www.tofucolorido.blogspot.com
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  10. Que bacana o seu post, me deu uma baita nostalgia gostosa... rs
    Acho que do que eu mais sinto falta é da hora do soninho rs, o que eu não daria pra ter isso hj de novo! hahaha
    Um super beijo!
    Marjorie
    Blog Chic & Cheap

    www.marjorietrofa.com.br

    ResponderExcluir
  11. Caraca Thay, você foi arteira hein! Tacar tinta no ventilador! Meu Deus!!! hahahaha
    E eu sempre fui a garota quietinha que deixava todo mundo me zoar e apanhava também.. Triste né?
    Mas quando entrei na faculdade me revoltei, virei a garota da zoeira. Não que minhas notas sejam ruins, mas converso e zoou muito. haha

    Beeijos!

    O Outro Lado da Raposa

    ResponderExcluir
  12. Adorei a postagem, me remeteu a época da escola, acho que a melhor fase da vida rsrsrs.
    Beijos
    www.estilogisele.com.br

    ResponderExcluir
  13. Ahhh fiquei aqui pensando o que me lembra o colégio...hahaha! a primeira lembrança é o quanto eu fugia da aula...hahahhah! terrível!
    E eu já tinha problema com português. AMO matemática!
    Faculdade foi mto legal tb...amigos até hoje!
    Adorei o post!

    bjos

    ResponderExcluir
  14. Amei o post!
    Eu também tenho sérios problemas com números, não consigo focar no problema, me perco. Quando é aqueles problemas, presto mais atenção na história do que como resolve-lo hahaha.
    Saudades da escola (terminei ano passado e já estou morta de saudades).

    Beijos <3
    http://dearitgirl.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Me identifiquei muito com a sua história.
    Eu também era uma criança bem agitada e odiava a hora do sono, conheci meu namorado no final do Ensino Médio e estou com ele desde então (4 anos) e também nunca fui boa com matemática.
    Me deu até saudade do tempo da escola.
    Beijos. ♥
    Infinita Feminice

    ResponderExcluir
  16. Apenas imaginando você dando um soco no olho da menina! kkkkkkkk
    Amei o post! A época da escola deixa muita saudade e histórias para contar, né?


    Beijinhos

    www.burguesinhas.com.br

    ResponderExcluir
  17. Que saudade da escola, eu fiz parte do cremio e sempre participava de todas as apresentações, amava dançar... e calo no dedo tenho até hoje kkk
    Beijos

    Blog Segredos da Cáh
    Instagram
    Facebook
    Canal do You Tube

    ResponderExcluir
  18. Amei o post e nossa você tem uma memória boa, hein!
    Em relação a faculdade eu assino em baixo tudo que você disse, sinto falta das pessoas e bagunça do colégio, na faculdade as pessoas são meio "estranhas" e é difícil de se fazer uma amizade mesmo!

    Beijos, Jell e Marcelo
    www.urbanoeretro.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OBRIGADA <3 Mas sabe que aqui em casa a gente tem o hábito de contar e repetir histórias, acho que isso é herança do meu avô, então acabo lembrando de tanto falar dessas coisas, hehe Beijos

      Excluir
  19. Parece que esta todo mundo tentando ser "adulto" na faculdade e acaba sendo mais complicado entrar em sintonia com as pessoas mesmo.
    Amei o post.

    http://eumirante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. o que eu mais lembro é do sinal pro recreio hehe

    Beeijo meu*
    E espero sua visita no MEU blog, viu ?
    www.cosmacticos.com | Facebook | Instagram

    ResponderExcluir
  21. Nossa, muitas lembranças desse tempo. Uma das coisas que mais me marcou era jogar supertrunfo na volta do colégio, no micro-ônibus! hahaha Muito legal! Eu estudei no Barddal quando pequenininha, depois no Catarinense e depois no Energia :D

    www.chezb.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também estudei no Barddal! OMG :O Estudei lá na primeira série, será que nos vimos por lá? hahaha <3 Beijos

      Excluir
  22. Cara, seu post foi tão legal que até fiquei com vontade de responder também.

    Primeiro de tudo: cara, que engraçado saber como você era quando criança. Pelos seus posts e fotos não imaginava que tinha sido tão atentada hahaha e isso sobre seu prézinho... que loucura saber que existem essas rixas e chatices desde sempre nas nossas vidas, né?!

    Outra coisa que achei super legal foi você se formar no curso que já tinha se decepcionado. Achei muito maduro, também.

    Beijos
    A Mente Transborda
    Curta no Facebook

    ResponderExcluir
  23. Adorei a postagem ! Rindo bastante com as coisas, você era bem agitada *-*
    Eu nunca me meti em brigas na escola com coisas desse tipo, e na minha opinião você fez certo em socar o olho da menina hushauhsuhash. Ela mereceu c:
    Achei bem legal isso, acho que eu não teria 10 coisas que me marcaram no colégio, pois ainda tenho o que aprender e viver!
    Beijos!

    ||Crazy Cake ||

    ResponderExcluir
  24. Nunca tive hora da soneca, nem viagens, nem namoro e também não tive formatura :///// muito triste
    mas agora to na faculdade e to amando e não to sentindo nenhum pouco de falta do colégio kkk

    Blog | FanPage | Instagram

    ResponderExcluir
  25. Eita que saudades do meu tempo de escola, foi tão bom... Adorei saber suas histórias e tá loco, jogar tinta no ventilador UHAUAUHAHUAUHAHUAUH

    http://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Ain nem fale, já começa a dar um aperto no peito, a gente reclama tanto quando esta no ensino médio, mais depois que acaba, sente tantas saudades! Amei seu post, me fez lembrar momentos inesquecíveis no colégio!
    Segue que retribuo...
    Beijinhos da Lu *-*
    http://lucarolinemoraes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Cursei jornalismo também e confesso que na faculdade a paixão acabou. Acontece!
    Beijinhos

    www.ericacruz.com.br

    ResponderExcluir
  28. Ah, eu também adorei esse tema do Rootarots!
    A época do colégio, enquanto somos crianças, tende a ser meio tensa, né? hauahau A minha lembrança dos meus professores também é meio bizarra, como essa em que a professora escreve horrores no quadro. Ainda bem que na minha escola não tinha a hora da soneca.
    Muita gente se decepciona com o Jornalismo. A maioria das pessoas que conheço e se formou em Jornalismo, acabou indo trabalhar com outra coisa. Acho isso meio triste. Poderia ser diferente.
    Adorei sua retrospectiva.
    Uma Questão de Estilo

    ResponderExcluir
  29. Acredita que eu não tinha visto esse meme do Rotaroots? Achei bem legal e divertida a ideia dele.
    Essa época do colégio e infância é muito conturbada, né? Acontecem várias coisas ao mesmo tempo que nos deixa meio desnorteados.
    Lembro que já fui para escola com quase 40º de febre (sério) e a professora me levou pra casa numa mobilete pq não conseguia falar com meus pais, era chamada frequentemente de raquítica, ganhei olimpíada de matemática do colégio, entre outras coisas.
    Achei bem maduro da tua parte o fato de ter terminado o curso, mesmo tendo se decepcionado com ele, foi bem bacana essa tua atitude.

    Beijos

    Blog | Fanpage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, Cali, que loucura! Como assim tu teve que ser socorrida as pressas? Ainda vem que tudo acabou bem. E sério, que demais você ganhar a olimpíadas, teus pais super deviam ter orgulho :) Muito obrigada <3 Beijos

      Excluir
  30. Eu tenho poucas memórias de antes dos meus 13 anos porque minha mente mei que travou por causa da separação dos meus pais, por isso tou demorando pra fazer essa tag... Tô tentando resgatar informações kkk
    Adorei suas respostas porque me fez perceber que não era a unica faladeira do mundo D:

    A Bela, não a Fera

    ResponderExcluir


Obrigada por visitar o Brilho de Aluguel!

Os comentários estão sendo moderados, mas responderemos assim que possível.

Dúvidas, sugestões ou reclamações? Envie um e-mail para blogbrilhodealuguel@gmail.com

 
Brilho de Aluguel © 2010 - 2017 | By Thayse Stein