06/03/2017

The Walking Dead - Guilty Pleasure

Olá pessoal, resolvi escrever esse post após mais um episódio de The Walking Dead, que foi ao ar ontem à noite na Fox. A série - baseada em uma HQ de mesmo nome - campeã de audiência em todo o mundo, é transmitida no Brasil pelo canal Fox, mostra a vida de um grupo de pessoas tentando sobreviver em mundo pós apocalíptico destruído por uma doença que transforma os mortos em errantes sedentos por carne, além é claro das disputas para a sobrevivência contra os próprios vivos dos outros grupos - esta relação entre os vivos é quem fez a série ter uma abordagem mais interessante comparadas a outros filmes e séries do mesmo gênero. TWD está em sua sétima temporada - rumo aos seus episódios finais - e nesta temporada trouxe um dos personagens mais esperados para os fãs das histórias em quadrinhos: Negan. Foi o ápice de tensão da série, o ator Jeffrey Dean Morgan nos entregou um personagem tal qual estávamos esperando: cativante, sádico, explosivo. A temporada começou mind blowing (literalmente), criando boas expectativas, o que já não se via há algum tempo.

Logo em sua estreia nos EUA, o episódio Days Gone Bye se tornou o mais visto da história da rede de televisão AMC com 5,35 milhões de espectadores; esses números só vieram a crescer, e no primeiro episódio da sétima temporada tivemos 17,03 milhões de espectadores nos EUA, sendo a segunda maior audiência da série. Porém isso não garantiu o sucesso de audiência da séries, que em sua média apresenta valores inferiores aos da quarta temporada. Pensando em uma evolução natural, esses números podem ser considerados piores, já que usualmente o engajamento em massa de um programa pode demorar alguns anos até ocorrer - veja a evolução da audiência - e isso não foi diferente, quando na primeira temporada a média de audiência era de 5,2 milhões por episódios, no final da sexta a média pulou para 13,2 milhões, mas isso não representa a melhoria do conteúdo. Na classificação pelos usuários do IMDb entre os 10 piores episódios, 4 são da sétima temporada, entre os 20 piores temos 7 episódios - mais da metade dos lançados até o momento.

Essa introdução foi apenas para justificar minha opinião em relação a série: TWD se arrasta com as muletas do passado, se sustentou pela qualidade dos quadrinhos, e os fãs de zumbi (que são os mesmo que gostam dos filmes do Resident Evil). Como qualquer outra série, ela apresenta episódios que são impactantes, com mortes inesperadas, reviravoltas no poder, e grandes batalhas; é normal em uma série episódios fillers (narrativas que fogem do plot principal, seja para um momento de explicação ou apresentação de núcleos secundários), bem utilizados, esses episódios podem ser ricos em termos de produção, desenvolvimento de personagem etc - mas parece que The Walking Dead se tornou um gigante filler desinteressante ao público.

O desenrolar da trama é lento, com diálogos entediantes e inúteis, não cumprindo com o objetivo: a apresentação dos personagens é fraca e não acontece o mínimo de empatia com os mesmos. Além do mais você tem que ter a melhor memória do mundo por que você só vai ouvir falar de novo daquele núcleo/personagem daqui a alguns episódios. Boa parte dessa minha crítica se vai ao ritmo de TWD se vai pela edição dos episódios, quando você se compromete em fazer episódios longos, com foco em dois ou três personagens, em um universo com dezenas deles, um dos pontos com que se preocupar é com uma narrativa que movimente a história, traga novos elementos e coloque sentido em seus atos, da maneira mais rápida e eficaz: o que é exatamente o oposto daqui. 

Por experiência de ter lido grande parte da obra original que inspirou a série - sem preconceitos com obras adaptadas - em diversos pontos os produtores decidiram seguir rumos diferentes aos da HQ, isso é bem compreensível já que adaptação não é sinônimo de repetição. Você enaltece seus pontos fortes, corrige algumas narrativas, cria novas situações para surpreender; mas o ponto "forte" dessa adaptação foi a destruição de personagens: Como você consegue ter uma obra bem desenhada em sua mão e estraga os melhores pontos?

Um dos pontos altos dos quadrinho é o arco com o Governador (David Morrisey), personagem muito difícil de se adaptar para uma série de televisão. Mas o que foi feito com o personagem na série foi constrangedor, além de uma atuação bem questionável. Ponto positivo para a série foi a criação do personagem Daryl (Norma Reedus), que virou o melhor personagem da série; além de mudanças de perfil de alguns personagens, por exemplo Carol (Melissa McBride) que veio em uma crescente desde os primeiros episódios: de uma mulher subjugada pelo seu marido, até uma das melhores combatentes do grupo.
 

Olhando o cenário por inteiro, o mundo criado na série é interessante: a autoafirmação dos personagens, as guerras entre os vivos, a busca pelo restabelecimento da sociedade, e claro, não ser mordido por um zumbi. Gostaria de entrar em detalhes de cada episódio, e tentar entender as escolhas feitas na série, mas isso demanda muito mais do que um post e a ideia é apenas um desabafo mesmo; e mais, um desabafo de quem não consegue largar a série de vez, cada episódio é uma tortura, uma enxurrada de reclamações, mas daí no season finale muita gente morre, coisas explodem, e grandes reviravoltas, e no próximo ano continuo firme e forte acompanhando mais uma temporada de lamentações.

É isso pessoal, comecei o post querendo listar algumas séries que acompanho, ou que já acompanhei, e que não recomendo a ninguém, mas acabei focando todo o meu descontentamento com The Walking Dead. Mas na próxima venho com algo mais condensado, com algumas sugestões - ou não - do que assistir. Até a próxima.

5 comentários:

  1. O Negan é fantástico....dá emoção toda vez que ele entra em cena...o ator é lindo e talentoso.
    Adoro!

    Beijinhosss ♥
    Blog Resenhas da Pâm

    ResponderExcluir
  2. Acho que não é impossível deixar de ver o programa pelo fato de ele saber ser bom quando ele quer ser bom... é só dar uma busca pela internet em sites especializados pra ver quais episódios valem mesmo a pena ser vistos. Mas, sejamos sinceros, a razão de ser impossível deixar de ver The Walking Dead é porque a estupidez passou a ser hipnotizante(!!!).

    ResponderExcluir
  3. Poxaaa, já tô cheia de spoiler antes de começar a assistir a série hahaa. Tô assistindo Black Mirror, você já viu? É muito boa!
    Essa sinceramente não sei se assistiria.
    Beijos,
    #fiquerosa

    Fique Rosa | Meu Canal YT

    ResponderExcluir
  4. Oi Filipe, eu assisti TWD até o aparecimento do Governador, depois fui obrigada a desistir. Eu sempre achei a série fraquíssima e as atuações constrangedoras (e me parecia que eu era a única a achar isso, já que todo mundo AMAVA) e essa temporada foi a gota d´água.

    Eu brincava que eu assistia porque tinha a esperança do Carl ser comido por um zumbi ~ mas quando vi que isso não ia acontecer NUNCA, fui obrigada a desistir. Hahaha!

    Um beijo! Não Me Mande Flores

    ResponderExcluir
  5. Todo mundo fala bem dessa série, mas não sei porque eu não sinto vontade de assistir.

    Beijos,
    www.thalitamaia.com

    ResponderExcluir


Obrigada por visitar o Brilho de Aluguel!

Deixe seu comentário e eu responderei assim que possível.

Dúvidas, sugestões ou reclamações? Envie um e-mail para blogbrilhodealuguel@gmail.com

 
Brilho de Aluguel © 2010 - 2017 | By Thayse Stein