16/08/2017

Reeducação Alimentar: Mais que Emagrecimento, Uma Questão de Saúde

Hoje em dia, os modismos da internet podem nos alienar tanto quanto a televisão. Só para você ter uma ideia, a tapioca, por exemplo, não é uma receita fit conforme propagada aos sete cantos do mundo digital. De acordo com nutricionistas, cerca de 80% da tapioca é carboidrato puro, o que faz aumentar a taxa de açúcar no sangue e, consequentemente a gordura. O pior de tudo é que todo mundo é iludido achando que está fazendo um bom negócio ao ingerir tapioca de manhã, de tarde e de noite. Mas, vocês sabiam que cerca de três colheres de sopa de goma de tapioca equivale a um pão francês? Então, me responde a uma pergunta: você coloca mais do que três colheres quando vai fazer em casa, não é mesmo?

Eu resolvi iniciar este texto falando da tapioca porque este é um bom exemplo que os modismos da internet podem fazer com a nossa cabeça. É claro que a tapioca pode ser substituída pelo pão em uma dieta, desde que ela seja prescrita por um nutricionista que vai saber inserir este alimento de maneira a te beneficiar e não prejudicar. Por exemplo, você não deveria comer tapioca a noite, porque os carboidratos dela vão te engordar da mesma forma que se você tivesse comido um pão, um arroz branco, entre outros. É exatamente por isso que hoje iremos falar de um assunto, aparentemente corriqueiro, mas que é abordado de uma forma muito superficial.
Foto: CPI

A reeducação alimentar também já foi modismo da internet, mas ela pode ser muito mais do que uma questão de emagrecimento, ela pode representar mais saúde na sua vida. O que é e como funciona a reeducação alimentar na vida de uma pessoa? Como o próprio nome já diz, a pessoa se reeduca a comer. Ela é novamente treinada a criar hábitos alimentares saudáveis, a fim de deixar seus antigos costumes para trás para que, enfim, possa ter mais saúde no seu dia a dia. Dentro deste contexto, os alimentos funcionais e as famosas dietas detox se fazem muito presentes, pois eles vão ajudar a eliminar as impurezas do corpo, aumentar e fortalecer o sistema imunológico, bem como, por consequência disto, provocar o emagrecimento.
Foto: Vix

No entanto, para que uma reeducação alimentar tenha reais efeitos na sua vida, novamente um nutricionista se faz importante, pois somente este profissional pode prescrever dietas e planos alimentares. Afinal de contas, ele estudou por anos a fio para entender como é que funcionam os alimentos, suas composições e seus benefícios para a saúde, portanto, nada mais justo que ele tenha esta experiência para passar aos seus pacientes.

O que ocorre no nosso corpo quando seguimos uma dieta de outra pessoa?
Vamos supor que você encontrou uma dieta na internet e achou super válido tentar seguir. Esta mesma dieta, que não foi criada para você, levou em consideração a saúde, os hábitos e costumes alimentares, doenças e exames de uma outra pessoa. Sendo assim, ela foi criada para suprir os déficits que talvez você não tenha.
O efeito disso, entre outros, é a desnutrição. Pois ao realizamos uma dieta que não foi feita para a gente, assumimos o risco de deixar de ingerir nutrientes que para a gente é importante e a consequência disso, apesar de haver um emagrecimento, é a desnutrição de uma pessoa. Portanto, não se engane, por mais que você consiga emagrecer fazendo dietas malucas da internet, seu corpo e a sua saúde poderão pagar um preço alto por isso.
Foto: DSS

Benefícios da Reeducação Alimentar:
•    Aumento exponencial da qualidade de vida de uma pessoa.
•    Emagrecimento consciente e saudável de acordo com nutricionistas.
•    Uma vida mais saudável com ingestão de alimentos que estão fazendo a manutenção do seu corpo e mente.
•    Eliminação dos riscos de se ter sobrepeso e obesidade.
•    A reeducação alimentar ajuda a todos de uma mesma família, podendo minimizar os riscos de obesidade infantil dos filhos.
•    A pessoa não passa fome como ocorre nas dietas restritivas.
•    Há receitas saborosas que você pode fazer a qualquer dia e hora.

Você não sente fome com a Reeducação Alimentar:
Precisamos desmistificar que a reeducação alimentar faz com que uma pessoa deixe de comer coisas gostosas. Há visivelmente uma discrepância neste tipo de argumento que, além de ser mentiroso e falso, é dicotômico, uma vez que uma pessoa que faz dietas malucas a da internet se priva de comer diversos alimentos, então por qual motivo ela estaria tão preocupada em deixar de comer os mesmos alimentos na reeducação alimentar? Este é o tipo de desculpa de quem nem quer mesmo saber como funciona e fala qualquer coisa para desistir antes mesmo de começar. 
Foto: MBF

É importante salientar que a Organização Mundial de Saúde, a OMS, já declarou que a obesidade se tornou uma doença epidêmica. Sendo assim, a reeducação alimentar, antes mesmo de pensar em ser uma alternativa para quem quer emagrecer somente por finalidade estética, é uma questão de Saúde Pública, tendo em vista os diversos males que o sobrepeso pode causar na qualidade de vida das pessoas.
Espero que estas dicas e este alerta possam ter te ajudado a entender mais sobre a necessidade de uma reeducação alimentar. Pense nisso e fale com o seu nutricionista ainda hoje!

Esta postagem foi escrita por Tamyris Torres, do Torres Comunicação Integrada, como convidada especial do Brilho de Aluguel. Obrigada, Tamyris!

6 comentários:

  1. Eu fiz reeducação alimentar com 10 anos (eu tive problemas sérios de saúde). Hoje em dia estou um pouco acima do peso porque estava comendo muita besteira, mas sinto que como já passei há anos atrás por isso tudo ficou mais fácil. A tapioca foi a primeira coisa que meu médico cortou acredita? Mesmo eu só comendo à tarde! Enfim, adorei o texto dela pra seu blog ♥

    www.vestindoideias.com

    ResponderExcluir
  2. Ótimo texto Thayse! Reeducação alimentar realmente é muito mais que um regime! Eu comecei a me reeducar desde 2014, confesso que até hoje não fui à nutri, mas sempre leio os rótulos, procuro me informar, e consumir mais vegetais orgânicos, evitar doces, frituras, carboidratos, e conservantes. É bacana pq você acaba pegando horror de doces, frituras, etc... foi o que aconteceu comigo!
    bjs
    Patty Lye
    Blog Patty Lye | Canal Patty Lye | Instagram

    ResponderExcluir
  3. mt legal vc levantar essa questao, mt ja se falou em dieta pra emagrecer, mas temos que buscar mais saude e qualidade de vida

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  4. É Tamyris/Thayse, concordo plenamente. Quando fiz a minha reeducação alimentar aliada aos treinos da academia, foi com a ajuda do personal que é educador físico. Claro que ele não é nutricionista, mas entende do assunto "emagrecimento saudável" da mesma forma.

    As pessoas confundem. O que tem que ser buscado é o carboidrato de baixo índice glicêmico, pois quanto mais açúcar que não será convertido em energia queimada, mais gordura ele vida.

    A tapioca não é ruim após o treino. Mas se eu simplesmente comer antes de dormir uma porção caprichada, não faz mesmo muita diferença. Nem mesmo o aipim ou a batata doce em doses exageradas terão o mesmo efeito.

    Enfim, arrasou na postagem!

    :**
    In.Material

    ResponderExcluir
  5. Acho bem importante discutir esse tema, esse exemplo da tapioca é ótimo!! Já vi muitos conhecidos substituindo o pão por tapioca achando que é algo mais ‘magro’.
    Eu sinto que preciso fazer uma reeducação alimentar, comer coisas mais saudáveis e deixar as besteiras um pouco de lado, mas por que tããão difícil?? Hahaha :(

    https://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. poxa, que legal esse post. Eu não sabia dessa comparação da tapioca com o pão francês, fiquei um pouco chocada com essa notícia! hahahaha
    Mas eu adoro tapioca, quer ver com peito de peru e queijo! MDS!

    Mas não é algo que eu como sempre, até porque enjoa, mas as vezes eu faço e fica beeem gostoso, mas sempre faço as salgadas porque as doces não me agradam não ;$

    Beijos

    ResponderExcluir


Obrigada por visitar o Brilho de Aluguel!

Os comentários estão sendo moderados, mas responderemos assim que possível.

Dúvidas, sugestões ou reclamações? Envie um e-mail para blogbrilhodealuguel@gmail.com

 
Brilho de Aluguel © 2010 - 2017 | By Thayse Stein